Henry

Secullum

Novidades


03/10/2017

Quem tem medo da portaria virtual?

A importância do porteiro no condomínio é indiscutível.


Com a garagem, a portaria é considerada o maior ponto vulnerável do prédio, por que tudo de bom ou de mau começa ali. Mas a insegurança nessas comunicadades continua presente e a tecnologia vai, aos poucos, ocupandotodos os espaços onde as falhas humanas persistem. Mão de obra e encargos representam a maior despesa ordinária dos prédios e o porteiro tem, claro, seu próprio peso nessa conta.

 

Para cada portaria são necessários três porteiros e alguns empreendimentos contam com duas portarias. Portanto, seis porteiros, além de um folguista. No total, são sete funcionários. A portaria representa, assim, um custo relevante no mix das despesas ordinárias do prédio.

 

A questão, porém, é de segurança, não apenas de custo. Como mensurar esse fator para nossa família e nosso patrimônio? Porteiros são humanos, não são infalíveis. A tecnologia tampouco é infalível, mas ela não para de evoluir e, com arelação a isso, tudo parece mesmo ser uma questão de tempo.

 

A portaria virtual é uma opção que está surgindo no contexto do que seria um condomínio cada vez mais seguro. Ela é ativada por controle remoto com a empresa de segurança contratada. Pode ser monitorada pelo síndico ou zelador e pode incluir a biometria, esta sim, considerada infalível. Será?

 

A biometria tem problemas de procedimento, mas podemos aprender a usa-la da mesma forma como aprendemos a operar o que antes parecia impossível no campo da tecnologia. O feitiço tecnologico foi lançado e isso tem ocorrido de multiplas formas em nossa vida moderna. Quem não for atrás ou não quiser decifrar a esfinge tecnologica, será, aos poucos, precipitado no gueto.

 

Concordando ou não, a portaria virtual terpa de ser uma opção em tempos de insegurança.

 

A falha do elemento humano está presente: há relatos de que alguns porteiros dormem durante a jornada noturna. Essa ocorrência pode ser de difícil controle. Se o condomínio não quiser tolerá-la, deverá desde já fazer o cálculo do custo-benefício da portaria virtual. Esse cálculo não está ainda fechado: cada condomínio deverá simular o seu, considerando a número de portarias e o perfil do empreendimento.

 

Cada condomínio é um caso específico, com diferentes fatores de cálculo. Antes da decisão final, o síndico deverá ouvir a simulação de, no mínimo, três empresas especializadas nessa inovação. Provavelmente, vai lidar com diferentes orçamentos. O tema merece convocação de assembleia. Mas o valor da segurança pode não ter preço.

 

Fonte: Revista Security Brasil

< Voltar

Veja Também

ENTRE EM CONTATO



Totalseg - Belém
Fone: (91) 3299 0800
Endereço: Tv. Dom Romualdo de Seixas, nº351/ 353 A Umarizal - CEP 66050 110 - Belém-PA - Ver no mapa


Totalseg - Manaus
Fone: (92) 3622 8080
Endereço: Av. Duque de Caxias, nº2032 - Pça 14 de Janeiro - CEP 69020 430 - Manaus-AM - Ver no mapa
Beatek Pro Eletronic Secullum Henry BraParking Mauser

Copyright 2013 - Todos os direitos reservados